Muita calma nessa hora: As origens do “Keep Calm and Vamos Subir”

No idos de 1939, lá pelo início da Segunda Guerra Mundial, o Ministério da Informação da Inglaterra bolou uma série de cartazes para apaziguar a tensão do país, que se tornaria um dos principais alvos dos bombardeios nazistas. Os 3 cartazes tinham a mesma tipologia, um ícone representando a coroa britânica, duas cores e uma frase de impacto.

 O primeiro cartaz, com tiragem de 400 mil exemplares, trazia o texto “Your courage, your cheerfulness, your resolution will bring us victory” (sua coragem, sua alegria, sua resolução nos trará a vitória). O segundo, com tiragem dobrada para 800 mil exemplares, vinha com a frase “Freedom is in peril, defend it with all your might” (a liberdade está em perigo, defenda-a com toda sua força).

O último da série foi pensando para ser divulgado caso as coisas realmente ficassem mais complicadas – e a Alemanha invadisse o Reino Unido. Foram impressos 5 milhões de cartazes com os dizeres “Keep Calm & Carry On” (mantenha a calma e siga em frente), que ficaram estocados caso o pior cenário se concretizasse. Como a invasão não aconteceu, os pôsteres foram destruídos e apenas 7 foram preservados. Em 2009 seis deles foram enviados ao Museu Britânico da Guerra e um foi encontrado em uma livraria em Alnwick, no norte da Inglaterra.

Stuart Manley, proprietário da Barter Books, descobriu o cartaz no fundo de uma caixa de livros velhos que havia comprado em um leilão, no ano 2000. Gostou de tudo – do layout, da mensagem, da história – e pendurou o cartaz em sua loja. Aos poucos, seus clientes repararam nele e Manley foi percebendo que seria possível vender reproduções. Foi o que fez – e os cartazes começaram a vender. Muito. Manley estipula que, até 2009, já havia vendido mais de 40 mil cópias do pôster. A própria Barter fez um vídeo de três minutos em que conta esta história [em inglês]: Continuar lendo